Projeto Escrita Fantástica

A Literatura Fantástica é amada por crianças, jovens e adultos. São poucos os que não conhecem o Harry Potter, o Senhor dos Anéis, a saga Crepúsculo, entre outros livros famosos de criaturas fantásticas e adoradas. Entrar nos mundos surreais dessas leituras é transportar-se para outras realidades que alimentam o sonho e o imaginário tão importantes para qualquer idade. Poder escrevê-las, leva-nos ainda mais longe: afinal, está na mão do escritor o começo de tudo. Porque sonhar, atiça o querer mais; porque o tornar real – pelo menos no papel – invoca noções essenciais ao homem, como o refletir e o criar. A construção de personagens permite uma maior distinção entre o bem e o mal. Dedicar-se à escrita de um texto, ensina que qualquer atividade, para ser bem-sucedida, precisa de um início, de um meio e de um fim.

 

O Projeto Escrita Fantástica pretende, voluntariamente, chamar crianças, jovens e adultos à leitura mas, principalmente, à escrita. Nem todos nascemos para preencher as estantes das livrarias mas está em todos a característica incrível do poder imaginar, brincar e sonhar.

 

A escrita e a leitura como inclusão social

Perturbações no processo de aquisição da leitura e da escrita podem afetar significativamente o desenvolvimento cognitivo, afetivo e social de uma pessoa. Grande parte das crianças, dos jovens e dos adultos consegue descodificar pequenos textos, porém, a compreensão de obras maiores torna-se mais complicada, dificultando, muitas vezes, a vontade em querer ler, voluntariamente. Como uma bola de neve, o parco nível de literacia, impede a aproximação das pessoas aos livros, causando, mais uma vez, um cada vez mais longínquo entendimento das narrativas. Consequentemente, sem essa leitura e ligação com os livros, a escrita reflete-se pobre em relação à grafia de palavras regulares e irregulares, à elaboração de frases simples e claras e, muito menos, de frases complexas. Esta deficiência poderá influenciar o quadro global da vida de uma pessoa, independentemente da sua idade, dificultando a sua participação em atividades culturais, o seu desenvolvimento nas diferentes áreas do conhecimento e, até mesmo, o seu relacionamento social.

O Projeto Escrita Fantástica, para além de tudo o que foi mencionado anteriormente, quer funcionar como um instrumento democratizador de informação e de inserção social daqueles que, pelas mais variadas situações, não apresentam um satisfatório grau de literacia, através do diálogo centrado na criação de histórias orais, contribuindo, dessa forma, para um enriquecimento de vocabulário e, posteriormente, da escrita dessas histórias, mediante o recurso de estratégias simples e direcionadas para esse público. O Projeto resultaria, portanto, num processo de quantificação, qualificação e assistencialismo nas vertentes da escrita e leitura, na valorização das mesmas com benefício para a inclusão social e em mudanças de postura de não leitores em relação aos livros.

Por outro lado, entrar em mundos imaginários e fantásticos, completamente diferentes daqueles que esses indivíduos conhecem, através da imaginação oral, da escrita e da leitura, permitirá que seja possível fortalecer nos envolvidos as seguintes atributos:

- Neurofisiologia: estímulo das atividades cerebrais, através da identificação, perceção e entendimento dos símbolos;

- Cognição: entendimento das palavras, dos significados e da ação que vai sendo desenvolvida;

- Afeição: compreensão de emoções e sentimentos; relação que se desenvolve entre os pares, nomeadamente, a ajuda interpessoal, a compreensão, a igualdade, a liberdade de pensamento e a aceitação de outras ideias;

- Argumentação: capacidade para questionar, argumentar e dialogar com os pares;

- Simbologia: cada história criada terá um significado diferente para cada um dos envolvidos, consoantes as suas próprias existências e tudo o que as envolve.

 

A escrita e a leitura para potenciais escritores

Todos nós conhecemos pessoas, principalmente crianças e jovens, que demonstram certas apetências, muitas vezes desvalorizadas e, consequentemente, pouco ou nada estimuladas pelas suas relações interpessoais. Exemplos disso encontram-se em situações de pais que, perante um filho leitor ou com certo talento para a escrita, não incentivam essas práticas, fazendo com que as capacidades se escondam ou, pior, mirrem.

O Projeto Escrita Fantástica pretende ir ao encontro dessas crianças, jovens e adultos, despertando-lhes e incitando-lhes toda a capacidade criativa. Para estes leitores e escritores, o nível de imaginação e invenção será elevado, na tentativa de espicaçar cada vez mais a sua criatividade e oferecendo soluções de processos criativos, adequados às idades.

 

O Projeto Escrita Fantástica nas escolas e centros comunitários

As atividades do Projeto Escrita Fantástica consistem em três fases:

1ª - visualização de um seguimento de imagens de teor fantástico, no Power Point. Os participantes vão construindo um conto a partir dessas imagens, tendo um voluntário a apontar as ideias que forem sendo lançadas ao ar. Esta parte serve para os alunos compreenderem aquilo por que os escritores passam: a fase da "inspiração", da idealização de personagens e cenários e a montagem do esqueleto de texto.

2ª - transformamos o bloco de apontamentos num conto, onde trabalhamos a construção de frases simples e a beleza de um texto literário. Este texto é escrito num livro - "O Livro Secreto das Estórias Encantadas -  e todos os participantes assinam como autores. A primeira "noite de autógrafos".

No entanto, nem todos os participantes - tudo depende do contexto social e educacional - sente estímulo para a segunda parte da atividade. Já houve situações em que ficámos pela criação oral do conto, ou seja, as ideias já não eram jogadas ao acaso, mas havia a tentativa de verbalizar corretamente as ideias, que eram apontadas no livro.

3ª - o resto da atividade (explicar em que consiste a Literatura Fantástica, falar um pouco sobre o meu percurso, responder às perguntas dos jovens, deixá-los tocar, ver e experimentar livros da minha autoria/coautoria) pode ser feito ao início ou no fim. Tudo depende da dinâmica da(s) turma(s). 

 

Posteriormente, o conto é transformado em e-book e colocado para download nesta página.

 

Estas sessões de cerca de 1h30 são gratuitas e servem como aperitivo aos Workshops de média duração.

 

CONTACTE-ME PARA MARCAR UMA SESSÃO NA SUA ESCOLA, BIBLIOTECA, CASA DO POVO, CENTRO COMUNITÁRIO E OUTROS.